()

    A força das ideias para um capitalismo sustentável – 1ª EDIÇÃO - Impresso

    Cód. Ref.
    9788578680992

    De: R$ 29,00Por: R$ 26,10ou X de

    Economia de R$ 2,90

    Comprar
    descrição do produto
    Biografia que apresenta os conceitos e a experiência inovadora e surpreendente do autor, destacando seus inspiradores Norberto Bobbio, Hannah Arendt e Antonio Gramsci.

    Currículo

    AutorMagliano Filho, Raymundo
    CurrículoRaymundo Magliano Filho nasceu em São Paulo, em 12/06/1942. Formou-se em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas e mergulhou cedo no mercado de capitais, atuando na corretora do pai, a Magliano S/A Corretora de Câmbio e Valores Mobiliários. Em 2001, chegou à Presidência da Bovespa, que ocupou até 2008. Além das tarefas profissionais, dedica-se ao estudo da Filosofia, Antropologia e Ciência Política. Criou o Instituto Norberto Bobbio, voltado para Direitos Humanos, Democracia e Cultura.

    Sinopse

    SinopseAplicar o pensamento filosófico em uma Bolsa de Valores parecia algo impossível. No entanto, quando foi presidente da Bovespa, Raymundo Magliano Filho propôs a si próprio esse desafio e mostrou que é possível criar, inovar e superar os modelos de exclusão social para construir uma sociedade melhor. Com base em conceitos filosóficos e iniciativas que alcançaram toda a sociedade, a Bovespa liderou uma revolução histórica entre 2001 e 2008, que democratizou o acesso aos investimentos e estabeleceu alicerces mais sólidos para o mercado de capitais no Brasil.
    A Força das ideias para um capitalismo sustentável traz um grande exemplo de como podem ocorrer mudanças profundas na sociedade, por meio de uma mobilização pacífica em torno de ideias e iniciativas que gerem possibilidades de desenvolvimento para todos.

    Especificações

    ISBN9788578680992
    Peso0,206 kg
    Largura15,5 cm
    Altura22,5 cm
    Profundidade (lombada)1 cm
    Número de páginas112
    EncadernaçãoBrochura
    Ano de publicação2014
    Edição

    Avaliação do Produto

    Dúvidas dos consumidores