Precisa de ajuda?

(11) 4196-6000
Das 08:00 às 17:00

Whatsapp
LivrosMedicinaPsiquiatriaCompreendendo o suicídio 1ª Edição

Parcelamento em
até 10x sem juros

Primeira troca
gratuita

5% de desconto
no PIX

Livros | Medicina | Psiquiatria

Click me

Compreendendo o suicídio 1ª Edição

Referência: 9786555760590
  • Editores: : Rodolfo Furlan Damiano, Alan Campos Luciano, Isabella D’Andrea Garcia da Cruz, Hermano Tavares
  • Compreender o suicídio é, primeiramente, compreender nossas próprias limitações. Saber que o conhecimento é limitado diante de fatos tão complexos pode causar medo e afastamento, entretanto,
  • o objetivo aqui é o oposto: acolhimento e proximidade. A medicina, a ciência biológica, a filosofia, a sociologia, a cultura, a espiritualidade e a psicologia são sentidas nesta obra e o conhecimento é a porta de entrada para um campo de amplas oportunidades. A primeira seção apresenta uma discussão interessada em temas que vão desde a história do suicídio até os debates jurídicos, éticos
  • e contemporâneos sobre o direito de morrer. A seção a seguir aborda diversos fatores sociais e epidemiológicos associados ao suicídio. A terceira seção discute os fundamentos biológicos do
  • suicídio e comportamentos relacionados, a quarta discute os fatores clínicos associados ao suicídio e a quinta as condições clínicas associadas ao suicídio. Finalmente, na última seção se discute o suicídio em populações específicas.
  • + Ver mais

    De
    R$ 231,00
    Por
    R$ 207,90
    Ou 10 x de R$ 20,79
    sem juros
    Economize R$ 23,10
    -10%
    Ou R$ 207,90 à vista no pix

    Formas de pagamento


    Por que ler esse livro?
    • Promove a disseminação do conhecimento sobre suicídio, bem como sua prevenção e posvenção. • Apresenta temas que vão desde a história do suicídio até os debates jurídicos e éticos contemporâneos sobre o direito de morrer. • Aborda diversos fatores sociais e epidemiológicos associados e discute os fundamentos biológicos do suicídio, os comportamentos relacionados, os fatores clínicos e o manejo do paciente com risco de suicídio
      Rodolfo Furlan Damiano: Médico Preceptor da Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP). Membro do Programa de Saúde, Espiritualidade e Religiosidade (ProSER) do HCFMUSP, do Grupo de Pesquisa em Educação Médica da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e Tutor da disciplina de Psiquiatria da FMUSP. Revisor científico da segunda edição do tratado Clínica psiquiátrica do Instituto de Psiquiatria do HCFMUSP. Alan Campos Luciano: Médico psiquiatra. Residência de Psiquiatria pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Doutorando em Ciências Médicas pela FMUSP. Médico Assistente do Hospital das Clínicas da FMUSP. Psiquiatra e Docente do Programa de Ansiedade (AMBAN) do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da FMUSP (IPq-HCFMUSP). Isabella D’Andrea Garcia da Cruz: Médica formada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Residência em Psiquiatria pelo Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da FMUSP (IPq-HCFMUSP). Preceptora da Graduação da FMUSP. Revisora científica da segunda edição do tratado Clínica psiquiátrica do IPq-HCFMUSP. Hermano Tavares: Professor-Associado do Departamento de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Coordenador do Programa Ambulatorial Integrado dos Transtornos do Impulso do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da FMUSP (IPq-HCFMUSP).
      Rodolfo Furlan Damiano: Médico Preceptor da Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP). Membro do Programa de Saúde, Espiritualidade e Religiosidade (ProSER) do HCFMUSP, do Grupo de Pesquisa em Educação Médica da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e Tutor da disciplina de Psiquiatria da FMUSP. Revisor científico da segunda edição do tratado Clínica psiquiátrica do Instituto de Psiquiatria do HCFMUSP. Alan Campos Luciano: Médico psiquiatra. Residência de Psiquiatria pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Doutorando em Ciências Médicas pela FMUSP. Médico Assistente do Hospital das Clínicas da FMUSP. Psiquiatra e Docente do Programa de Ansiedade (AMBAN) do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da FMUSP (IPq-HCFMUSP). Isabella D’Andrea Garcia da Cruz: Médica formada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Residência em Psiquiatria pelo Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da FMUSP (IPq-HCFMUSP). Preceptora da Graduação da FMUSP. Revisora científica da segunda edição do tratado Clínica psiquiátrica do IPq-HCFMUSP. Hermano Tavares: Professor-Associado do Departamento de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Coordenador do Programa Ambulatorial Integrado dos Transtornos do Impulso do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da FMUSP (IPq-HCFMUSP).
    • Rodolfo Furlan Damiano, Alan Campos Luciano, Isabella D’Andrea Garcia da Cruz, Hermano Tavares
    • Rodolfo Furlan Damiano, Alan Campos Luciano, Isabella D’Andrea Garcia da Cruz, Hermano Tavares
    • Prefácio . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . XXVII
    • Apresentação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . XXIX
    • SEÇÃO I – A FACE HUMANÍSTICA DO SUICÍDIO
    • 1 As múltiplas faces do suicídio . . . . . . . . 2
    • 2 História do suicídio: uma genealogia da moral e dos afetos . . . . . . . . . . . . . . 8
    • 3 Da morte voluntária em Assim falou Zaratustra . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16
    • 4 O suicídio como o último movimento e o cuidar como abertura ao existir . . 25
    • 5 A análise do suicídio por Émile Durkheim e suas bases para uma ciência social . . . . . . 33
    • 6 Sobre o direito de tirar a própria vida . 43
    • 7 Suicídio em diferentes culturas . . . . . . 49
    • 8 A representação do suicídio nas artes . . . . . . . . . 56
    • 9 Espiritualidade, religiosidade e suicídio: perspectiva histórica e evidências científicas atuais .64
    • 10 Suicídio e compaixão . . . . . . . . . . . . . . 73
    • SEÇÃO II – A FACE SOCIAL DO SUICÍDIO
    • 11 Epidemiologia do suicídio . . . . . . . . . . 82
    • 12 Estruturas sociais e suicídio . . . . . . . . . 94
    • 13 Suicídio e trabalho: contexto e intervenções possíveis . . . . . . 104
    • 14 Impacto familiar do suicídio . . . . . . . 116
    • 15 Situações limites da intencionalidade suicida . . . . . .. . . . . . 121
    • 15.1 Suicídio e mortes violentas:subnotificação . . . . . . . . 128
    • 15.2 Suicídio ou overdose? . . . . . . 134
    • 15.3 Massacres íntimos e terrorismo suicida . . . . . . . . . . . . . 144
    • 15.4 Amor, ciúme e suicídio:crimes passionais . . . . .. . . . . 155
    • 16 Estratégias na prevenção do suicídio 164
    • 17 Suicídio e pandemias . . . . . . . . . . . . . 176
    • SEÇÃO III – A FACE BIOLÓGICA DO SUICÍDIO
    • 18 Espectro da suicidalidade e o transtorno do comportamento suicida . . . . . .. . . . . 186
    • 19 Neurocircuitaria do suicídio:uma revisão dos estudos de neuroimagem . . . . . . . . . . . 194
    • 20 Genética da suicidalidade . . . . . . . . . 206
    • 21 Nutrientes e suicídio . . . . . . . . . . . . . 215
    • SEÇÃO IV – ABORDAGEM CLÍNICA DO SUICÍDIO
    • 22 Semiologia e abordagem do comportamento suicida . .. . . . 232
    • 23 Fenomenologia do suicídio . . . . . . . . 239
    • 24 Abordagens farmacológicas no comportamento suicida . . . . . . . . . . . 251
    • 25 Suicidalidade associada aos psicofármacos . . . . . . . . . . . 257
    • 26 Contribuição da psicanálise para a compreensão do suicídio . . . . . 266
    • 27 Suicídio segundo a perspectiva behaviorista radical . . . . . . . 270
    • 28 Terapia cognitiva e o tratamento para suicídio . . . . .. . . . 280
    • 29 Terapia Comportamental Dialética no comportamento suicida . . . . . . . . 288
    • 30 Suicídio e psicologia positiva . . . . . . 298
    • 31 Meditação na prevenção ao suicídio . . . . 308
    • 32 O papel da enfermagem no cuidado do paciente suicida . . . . . . . 317
    • 33 Práticas integrativas e complementares na abordagem do paciente suicida . . . . 325
    • 34 A interface entre Reabilitação Psicossocial e Recovery: estratégias de cuidado no contexto do suicídio . 333
    • SEÇÃO V – SUICÍDIO E CONDIÇÕES CLÍNICAS ESPECÍFICAS
    • 35 O suicídio como expressão do luto . . 340
    • 36 Autolesão sem intenção suicida . . . . 351
    • 37 Transtornos de personalidade e suicídio . . . . . . . . . . . . 362
    • 38 Suicídio e uso de substâncias psicoativas . . . . . . . . . . 374
    • 39 Suicídio, estressores traumáticos e transtornos relacionados ao trauma e estresse . . . . . . . . . 381
    • 40 Suicídio e transtornos dissociativos . . 392
    • 41 Suicídio e impulsividade . . . . . . . . . . 400
    • 42 Suicídio e transtornos de ansiedade . .. . . . . . . . 409
    • 43 Suicídio e transtorno obsessivo-compulsivo . . . . 416
    • 44 Suicídio e transtornos do humor . . . . 428
    • 45 Abordagem clínica do suicídio em esquizofrenia e outros transtornos psicóticos . . . . . . . . 441
    • 46 Suicídio em transtornos alimentares . . . . . . . . . 449
    • 47 Suicídio em quadros de declínio cognitivo . . . . . . . . . 455
    • 48 Suicídio e transtornos da sexualidade . . . . . . . . . . . . . 461
    • 49 Suicídio e doenças clínicas . . . . . . . . 473
    • 50 Distúrbios do sono e suicídio . . . . . . 481
    • SEÇÃO VI – SUICÍDIO EM POPULAÇÕES ESPECÍFICAS
    • 51 Suicídio na infância e na adolescência
    • 52 O suicídio e as mídias digitais:a geração iGen . . . . . . . . . . . 492
    • 53 Especificidades do suicídio na mulher . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 498
    • 54 Suicídio na terceira idade . . . . . . . . . 509
    • 55 Suicídio em população LGBTQIA+ . . 514
    • 56 Suicídio no cárcere privado . . . . . . . . 526
    • 57 Suicídio em povos indígenas no Brasil . . . . . . . . . . . . . . . . . 537
    • 58 Suicídio em negros . . . . . . . . . . . . . . 543
    • 59 Suicídio em migrantes . . . . . . . . . . . . 550
    • 60 Suicídio na população universitária não médica . . . . . . . . . . . . . 557
    • 61 Suicídio em médicos e estudantes de Medicina . . . . . . . . . . 565
    • 62 Suicídio em profissionais da saúde . . .. . . . . . . . 570
    • Índice remissivo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 575
    • Prefácio . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . XXVII Apresentação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . XXIX SEÇÃO I – A FACE HUMANÍSTICA DO SUICÍDIO 1 As múltiplas faces do suicídio . . . . . . . . 2 2 História do suicídio: uma genealogia da moral e dos afetos . . . . . . . . . . . . . . 8 3 Da morte voluntária em Assim falou Zaratustra . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16 4 O suicídio como o último movimento e o cuidar como abertura ao existir . . 25 5 A análise do suicídio por Émile Durkheim e suas bases para uma ciência social . . . . . . 33 6 Sobre o direito de tirar a própria vida . 43 7 Suicídio em diferentes culturas . . . . . . 49 8 A representação do suicídio nas artes . . . . . . . . . 56 9 Espiritualidade, religiosidade e suicídio: perspectiva histórica e evidências científicas atuais .64 10 Suicídio e compaixão . . . . . . . . . . . . . . 73 SEÇÃO II – A FACE SOCIAL DO SUICÍDIO 11 Epidemiologia do suicídio . . . . . . . . . . 82 12 Estruturas sociais e suicídio . . . . . . . . . 94 13 Suicídio e trabalho: contexto e intervenções possíveis . . . . . . 104 14 Impacto familiar do suicídio . . . . . . . 116 15 Situações limites da intencionalidade suicida . . . . . .. . . . . . 121 15.1 Suicídio e mortes violentas:subnotificação . . . . . . . . 128 15.2 Suicídio ou overdose? . . . . . . 134 15.3 Massacres íntimos e terrorismo suicida . . . . . . . . . . . . . 144 15.4 Amor, ciúme e suicídio:crimes passionais . . . . .. . . . . 155 16 Estratégias na prevenção do suicídio 164 17 Suicídio e pandemias . . . . . . . . . . . . . 176 SEÇÃO III – A FACE BIOLÓGICA DO SUICÍDIO 18 Espectro da suicidalidade e o transtorno do comportamento suicida . . . . . .. . . . . 186 19 Neurocircuitaria do suicídio:uma revisão dos estudos de neuroimagem . . . . . . . . . . . 194 20 Genética da suicidalidade . . . . . . . . . 206 21 Nutrientes e suicídio . . . . . . . . . . . . . 215 SEÇÃO IV – ABORDAGEM CLÍNICA DO SUICÍDIO 22 Semiologia e abordagem do comportamento suicida . .. . . . 232 23 Fenomenologia do suicídio . . . . . . . . 239 24 Abordagens farmacológicas no comportamento suicida . . . . . . . . . . . 251 25 Suicidalidade associada aos psicofármacos . . . . . . . . . . . 257 26 Contribuição da psicanálise para a compreensão do suicídio . . . . . 266 27 Suicídio segundo a perspectiva behaviorista radical . . . . . . . 270 28 Terapia cognitiva e o tratamento para suicídio . . . . .. . . . 280 29 Terapia Comportamental Dialética no comportamento suicida . . . . . . . . 288 30 Suicídio e psicologia positiva . . . . . . 298 31 Meditação na prevenção ao suicídio . . . . 308 32 O papel da enfermagem no cuidado do paciente suicida . . . . . . . 317 33 Práticas integrativas e complementares na abordagem do paciente suicida . . . . 325 34 A interface entre Reabilitação Psicossocial e Recovery: estratégias de cuidado no contexto do suicídio . 333 SEÇÃO V – SUICÍDIO E CONDIÇÕES CLÍNICAS ESPECÍFICAS 35 O suicídio como expressão do luto . . 340 36 Autolesão sem intenção suicida . . . . 351 37 Transtornos de personalidade e suicídio . . . . . . . . . . . . 362 38 Suicídio e uso de substâncias psicoativas . . . . . . . . . . 374 39 Suicídio, estressores traumáticos e transtornos relacionados ao trauma e estresse . . . . . . . . . 381 40 Suicídio e transtornos dissociativos . . 392 41 Suicídio e impulsividade . . . . . . . . . . 400 42 Suicídio e transtornos de ansiedade . .. . . . . . . . 409 43 Suicídio e transtorno obsessivo-compulsivo . . . . 416 44 Suicídio e transtornos do humor . . . . 428 45 Abordagem clínica do suicídio em esquizofrenia e outros transtornos psicóticos . . . . . . . . 441 46 Suicídio em transtornos alimentares . . . . . . . . . 449 47 Suicídio em quadros de declínio cognitivo . . . . . . . . . 455 48 Suicídio e transtornos da sexualidade . . . . . . . . . . . . . 461 49 Suicídio e doenças clínicas . . . . . . . . 473 50 Distúrbios do sono e suicídio . . . . . . 481 SEÇÃO VI – SUICÍDIO EM POPULAÇÕES ESPECÍFICAS 51 Suicídio na infância e na adolescência 52 O suicídio e as mídias digitais:a geração iGen . . . . . . . . . . . 492 53 Especificidades do suicídio na mulher . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 498 54 Suicídio na terceira idade . . . . . . . . . 509 55 Suicídio em população LGBTQIA+ . . 514 56 Suicídio no cárcere privado . . . . . . . . 526 57 Suicídio em povos indígenas no Brasil . . . . . . . . . . . . . . . . . 537 58 Suicídio em negros . . . . . . . . . . . . . . 543 59 Suicídio em migrantes . . . . . . . . . . . . 550 60 Suicídio na população universitária não médica . . . . . . . . . . . . . 557 61 Suicídio em médicos e estudantes de Medicina . . . . . . . . . . 565 62 Suicídio em profissionais da saúde . . .. . . . . . . . 570 Índice remissivo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 575
    • ISBN
      9786555760590
    • Peso
      0,980 kg
    • Largura
      17 cm
    • Altura
      24 cm
    • Profundidade (lombada)
      3,2 cm
    • Número de páginas
      608
    • Encadernação
      Brochura
    • Ano de publicação
      2021
    • Tipo de produto
      Livros

    Quem viu, viu também

    compreendendo-suicidio

    Compreendendo o suicídio 1ª Edição

    R$ 231,00
    R$ 207,90
    -10%