Precisa de ajuda?
11 4196-6000

0

Carrinho

    Parcelamento em até 12x sem juros
    Primeira troca gratuita
    5% de desconto no PIX
    Cód:
    9788520433904
    Inconsciente e responsabilidade: Psicanálise do século XXI – 1ª Edição - Impresso

    Por: R$ 75,00ou X de

    Comprar

    Especificações

    Descrição

    Currículo

    AutorForbes, Jorge

    Sinopse

    Sinopse?[...] O inconsciente do qual vamos tratar é aquele que leva o ser falante a responsabilizar-se pela invenção de seu estilo singular de usufruir de seu corpo e de sua vida. No discurso da psicanálise difundida nos meios de comunicação, responsabilidade e inconsciente não são termos que aparecem conjugados, chegando a ser considerados excludentes. Assim, a responsabilidade estaria associada à consciência plena e onde houvesse inconsciência não poderia haver responsabilidade. Diante de um ato que cometeu - voluntária ou involuntariamente - e sobre o qual estranha a própria participação, é comum a pessoa dizer: ?Só se foi o meu inconsciente?. No século XXI, o psicanalista que acredita no inconsciente irresponsável não trata o sintoma e não cura. É urgente considerar a responsabilidade pelo que é inconsciente, pois já não podemos mais contar com as ficções - tais como a do mito paterno - que, até o século passado, nos permitiam escapar, dizendo: ?Foi por causa de papai?. Também a clínica psicanalítica, por essas mesmas razões, atravessa um novo momento. [?]? - Trecho da Introdução

    Sumário

    SumárioPrefácio
    Introdução
    Provocações psicanalíticas
    1. O princípio responsabilidade e o inconsciente
    1.1. Freud não responsabiliza?
    1.2. Lacan, do acaso e da memória à repetição
    2. A psicanálise do homem desbussolado
    2.1. Tipping points
    2.2. Ser humano desnaturalizado
    2.3. Lacan lê Freud: uma inflexão decisiva
    2.4. O pressuposto do Complexo de Édipo
    2.5. As três alternativas edípicas: neurose, perversão ou psicose
    2.6. Da universalidade do pai edípico à singularidade da pai-versão do sintoma
    3. A Psicopatologia e o final da análise
    3.1. Como entendemos a psicopatologia
    3.2. A psicopatologia na história da psicanálise
    3.3. Primeira abordagem
    3.4. Contraponto
    3.5. Voltando à primeira abordagem: uma clínica contratransferencial
    3.6. Outra abordagem: a primeira clínica lacaniana
    3.7. Consequências clínicas
    3.8. A segunda clínica lacaniana
    3.9. Algumas consequências
    3.10. Final de análise
    4. Felicidade não é bem que se mereça
    5. A psicanálise em sua clínica
    6. A psicanálise além de sua clínica
    6.1. Medicina
    6.2. Direito: família e responsabilidade
    6.3 A escola autoritária, igualitária e a do futuro
    6.4. A empresa
    6.5. A sociedade
    7. Responsabilidade: estar desabonado do inconsciente
    7.1. A responsabilidade psicanalítica inscrita do mundo
    7.2. A responsabilidade pela letra
    7.3. Desabonado do inconsciente
    Conclusão
    Consequências
    Considerações finais
    Conclusão
    Referência
    Índice onomástico
    Índice remissivo

    Especificações

    ISBN9788520433904
    Peso0.345 kg
    Largura13,8 cm
    Altura21 cm
    Profundidade (lombada)2 cm
    Número de páginas240
    EncadernaçãoBrochura
    Ano de publicação2012
    Edição1
    Tipo de produtoLivros
    Link imagem

    Sobre o autor

    CurrículoJorge Forbes: Psicanalista e médico psiquiatra, em São Paulo. Doutor em Ciências pela Universidade de São Paulo (USP) - Faculdade de Medicina (Neurologia). Doutor em Teoria Psicanalítica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Mestre em Psicanálise pela Universidade Paris VII. A.M.E. - Analista Membro da Escola Brasileira de Psicanálise e da Escola Europeia de Psicanálise. Membro da Associação Mundial de Psicanálise (AMP).

    É um dos principais introdutores do ensino de Jacques Lacan no Brasil, de quem frequentou os seminários em Paris, de 1976 a 1981. Teve participação fundamental na criação da Escola Brasileira de Psicanálise, da qual foi o primeiro diretor-geral. Preside o Instituto da Psicanálise Lacaniana (IPLA) e o Projeto Análise (www.projetoanalise.com.br). Dirige a Clínica de Psicanálise do Centro do Genoma Humano - USP.

    Tem artigos publicados no Brasil e no exterior; é autor, dentre outros livros, de “Você quer o que Deseja?”, em que trata de uma psicanálise além do Édipo, própria ao novo homem desbussolado da globalização. É coautor de “A Invenção do Futuro”, em que pensa soluções para viver na era de quebra dos ideais. Colabora com a grande imprensa, sendo curador e conferencista do Café Filosófico da CPFL - TV Cultura (vídeos: http://migre.me/diXB). Por seus trabalhos sobre as novas formas de viver na pós-modernidade, tem sido consultado por hospitais, escolas e empresas.

    TemplateEvento