Precisa de ajuda?

(11) 4196-6000
Das 08:00 às 17:00

Whatsapp
CursosMedicinaMedicina de emergênciaTrilha de Formação Profissional em Condutas na Sala de Emergência
Cursos | Medicina | Medicina de emergência

Click me

Trilha de Formação Profissional em Condutas na Sala de Emergência

Referência: T16405

award
Certificado de conclusão
clock
Carga horária de 90 horas
desktop
100% Online
clock
Período: 16/01/2024 à 15/04/2024
Ensino Einstein
Ensino Einstein
Variações
EAD - 11/06/2024 a 15/07/2024
EAD - 16/01/2024 à 15/04/2024
R$ 2.250,00
Ou 12 x de R$ 187,50
sem juros

Formas de pagamento

Parcelamento em até 10x
sem juros

5% de desconto no PIX

Por que fazer esse curso?
Aprenda a realizar a avaliação inicial do paciente grave e as técnicas para uma abordagem segura e sistematizada na sala de emergência.

    Webconferências ao vivo com especialistas do Hospital Israelita Albert Einstein.;
    Vídeos gravados com os profissionais de referência no assunto.;
    Conteúdo com base nas melhores e mais recentes informações.

    Webconferências ao vivo com especialistas do Hospital Israelita Albert Einstein.;
    Vídeos gravados com os profissionais de referência no assunto.;
    Conteúdo com base nas melhores e mais recentes informações.

    Apontar a avaliação inicial do paciente grave.;
    Aplicar os conhecimentos para abordagem segura e sistematizada do paciente na sala de emergência.;
    Discutir os aspectos de avaliação clínica inicial nas grandes síndromes que levam o paciente à sala de emergência.;
    Articular a relação entre avaliação clínica inicial com as principais síndromes clínicas, com os resultados de exames complementares essenciais e com manejo inicial na sala de emergência.;
    Avaliar as possibilidades de utilização de ultrassonografia no local de atendimento (Point of Care) na sala de emergência.;
    Definir o conceito de choque circulatório, sua fisiopatologia e formas de apresentação.;
    Descrever estratégias de suporte terapêutico ao choque.;
    Demonstrar as modalidades de monitorização hemodinâmica.;
    Debater as estratégias de avaliação volêmica na sala de emergência.;
    Apresentar a organização do uso das principais drogas vasoativas.;
    Definir a sepse e choque séptico.;
    Discutir o diagnóstico e principais etiologias da sepse e choque séptico.;
    Demostrar a avaliação do manejo inicial da sepse e choque séptico.;
    Apontar sobre a anatomia do sistema respiratório e suas estruturas correlatas.;
    Recordar a fisiologia normal da respiração.;
    Descrever a membrana alvéolo-capilar e seus mecanismos de compensação.;
    Demonstrar os tipos de insuficiência respiratória.;
    Ilustrar a diferenciação entre os tipos de insuficiência respiratória.;
    Apresentar as diferentes estratégias de abordagem das vias aéreas.;
    Articular a melhor estratégia para abordagem da insuficiência respiratória aguda no contexto da urgência e emergência.;
    Descrever passo a passo sobre o uso da ventilação não invasiva.;
    Descrever o melhor manejo da via aérea avançada.

    Apontar a avaliação inicial do paciente grave.;
    Aplicar os conhecimentos para abordagem segura e sistematizada do paciente na sala de emergência.;
    Discutir os aspectos de avaliação clínica inicial nas grandes síndromes que levam o paciente à sala de emergência.;
    Articular a relação entre avaliação clínica inicial com as principais síndromes clínicas, com os resultados de exames complementares essenciais e com manejo inicial na sala de emergência.;
    Avaliar as possibilidades de utilização de ultrassonografia no local de atendimento (Point of Care) na sala de emergência.;
    Definir o conceito de choque circulatório, sua fisiopatologia e formas de apresentação.;
    Descrever estratégias de suporte terapêutico ao choque.;
    Demonstrar as modalidades de monitorização hemodinâmica.;
    Debater as estratégias de avaliação volêmica na sala de emergência.;
    Apresentar a organização do uso das principais drogas vasoativas.;
    Definir a sepse e choque séptico.;
    Discutir o diagnóstico e principais etiologias da sepse e choque séptico.;
    Demostrar a avaliação do manejo inicial da sepse e choque séptico.;
    Apontar sobre a anatomia do sistema respiratório e suas estruturas correlatas.;
    Recordar a fisiologia normal da respiração.;
    Descrever a membrana alvéolo-capilar e seus mecanismos de compensação.;
    Demonstrar os tipos de insuficiência respiratória.;
    Ilustrar a diferenciação entre os tipos de insuficiência respiratória.;
    Apresentar as diferentes estratégias de abordagem das vias aéreas.;
    Articular a melhor estratégia para abordagem da insuficiência respiratória aguda no contexto da urgência e emergência.;
    Descrever passo a passo sobre o uso da ventilação não invasiva.;
    Descrever o melhor manejo da via aérea avançada.

    • Curso 100% online, composto por uma sequência de objetos educacionais (conteúdo interativo, momento de prática e reflexão, vídeo e material complementar - assíncrono);
    • 4 encontros ao vivo de 1 hora por curso, via plataforma zoom - Síncrono;
    • Atividade avaliativa.

    20 de fevereiro a 25 de março de 2024

    Curso 1:

    O curso desenvolve e aprofunda a avaliação inicial de pacientes graves na sala de emergência, incluindo abordagem segura e sistematizada e o desenvolvimento do raciocínio clínico por meio de discussão de casos e detalhamento das principais síndromes relacionadas com a avaliação inicial, além da compreensão sobre indicações de aplicação da ultrassonografia no local de atendimento.


    Unidade 1. Introdução de Avaliação do Paciente Grave na Sala de Emergência

    • Classificação de paciente grave devido a alterações clínicas;
    • Conceito e classificação de Urgência e Emergência Médica;
    • Prioridade no atendimento de Urgência/ Emergência Médica;
    • Grandes síndromes de paciente grave.


    Unidade 2. Caracterização das Principais Síndromes em Emergência Médica

    • Identificação e abordagem do rebaixamento do nível de consciência por intoxicação exógena;
    • Avaliação e manejo do paciente com instabilidade hemodinâmica e choque;
    • Avaliação e manejo do paciente com dor torácica e diagnósticos diferencial;
    • Avaliação e manejo do paciente com dispneia e insuficiência respiratória na Emergência;
    • Reconhecimento, avaliação e manejo do paciente com crise hipertensiva na Emergência.


    Unidade 3. Abordagem Inicial em caso de Parada Cardiorrespiratória

    • Reconhecimento do paciente com parada cardiorrespiratória;
    • Identificação das principais causas de parada cardiorrespiratória;
    • Condução do paciente em parada cardiorrespiratória por ritmo chocável;
    • Condução do paciente em parada cardiorrespiratória por ritmo não chocável.


    Unidade 4. Utilização da Ultrassonografia Point of Care na sala de Emergência

    • Identificação e caracterização das principais indicações de ultrassonografia na Emergência;
    • Avaliação do paciente hipotenso;
    • Avaliação da dor torácica;
    • Avaliação da responsividade à expansão volêmica.
    Período:

    16 de janeiro a 19 de fevereiro de 2024

    Curso 2:

    O curso proporciona informações atualizadas para a caracterização da síndrome e os tipos de choque, a análise da monitorização hemodinâmica e a avaliação volêmica na sala de emergência e a fundamentação do uso das principais drogas vasoativas. O conteúdo também trata da definição de sepse, diagnóstico, principais etiologias e manejo inicial, além do detalhamento de conceitos avançados em sepse.


    Unidade 1. Conceitos sobre Choque Circulatório

    • Definição;
    • Fisiopatologia;
    • Quadro clínico;
    • Tratamento e medidas de suporte.


    Unidade 2. Monitorização Hemodinâmica

    • Monitorização hemodinâmica básica;
    • Monitorização hemodinâmica minimamente invasiva;
    • Avaliação da volemia na sala de emergência;
    • Indicadores de perfusão tecidual.


    Unidade 3. Drogas Vasoativas

    • Drogas vasoativas no choque;
    • Uso seguro de drogas vasoativas.


    Unidade 4. Sepse e Choque Séptico

    • Definição, fisiopatologia e quadro clínico;
    • Protocolo te reconhecimento e tratamento da sepse/choque séptico.
    Período:

    12 de março a 15 de abril de 2024

    Curso 3:

    O curso proporciona conhecimentos para a definição e o diagnóstico clínico da insuficiência respiratória e o estabelecimento dos principais diagnósticos diferenciais para a síndrome de insuficiência respiratória. O conteúdo aborda ainda temas como a fundamentação do uso dos principais dispositivos de suporte de via aérea e suporte não invasivo e a discussão do uso do suporte ventilatório invasivo.


    Unidade 1. Conceitos de Anatomia e Fisiologia

    • Anatomia do Sist. Respiratório e estruturas que participam da respiração;
    • Mecanismos de compensação do sistema respiratório;
    • Membrana-alvéolo capilar - Estrutura e funcionamento.


    Unidade 2. Tipos de Insuficiência Respiratória

    • Hipoxêmica (Tipo 1);
    • Diferenciação fisiológica entre as causas de IRpA tipo 1;
    • Hipercápnica (Tipo 2);
    • Conceitos de gasometria.
    • Diferenciação entre os tipos.


    Unidade 3. Estratégias de Suporte a Insuficiência Respiratória parte 1 (Paciente Consciente)

    • Cateter nasal de oxigênio convencional;
    • Máscara de Venturi;
    • Máscara Facial com reservatório (Não-reinalante);
    • Cateter nasal de Alto Fluxo de oxigênio;
    • Ventilação Não-invasiva – interfaces e manejo passo-a-passo.


    Unidade 4. Estratégias de Suporte a Insuficiência Respiratória Parte 2 - Paciente Inconsciente

    • Potência da via aérea;
    • Bolsa-Valva-Máscara;
    • Via aérea avançada (dispositivos supra glóticos, cânula orotraqueal, vide laringoscópios);
    • Cricotireoidostomia.
    • Ventilação invasiva (conceitos básicos).

    Carga horária total: 90h
    • Curso 100% online, composto por uma sequência de objetos educacionais (conteúdo interativo, momento de prática e reflexão, vídeo e material complementar - assíncrono);
    • 4 encontros ao vivo de 1 hora por curso, via plataforma zoom - Síncrono;
    • Atividade avaliativa.

    20 de fevereiro a 25 de março de 2024

    Curso 1:

    O curso desenvolve e aprofunda a avaliação inicial de pacientes graves na sala de emergência, incluindo abordagem segura e sistematizada e o desenvolvimento do raciocínio clínico por meio de discussão de casos e detalhamento das principais síndromes relacionadas com a avaliação inicial, além da compreensão sobre indicações de aplicação da ultrassonografia no local de atendimento.


    Unidade 1. Introdução de Avaliação do Paciente Grave na Sala de Emergência

    • Classificação de paciente grave devido a alterações clínicas;
    • Conceito e classificação de Urgência e Emergência Médica;
    • Prioridade no atendimento de Urgência/ Emergência Médica;
    • Grandes síndromes de paciente grave.


    Unidade 2. Caracterização das Principais Síndromes em Emergência Médica

    • Identificação e abordagem do rebaixamento do nível de consciência por intoxicação exógena;
    • Avaliação e manejo do paciente com instabilidade hemodinâmica e choque;
    • Avaliação e manejo do paciente com dor torácica e diagnósticos diferencial;
    • Avaliação e manejo do paciente com dispneia e insuficiência respiratória na Emergência;
    • Reconhecimento, avaliação e manejo do paciente com crise hipertensiva na Emergência.


    Unidade 3. Abordagem Inicial em caso de Parada Cardiorrespiratória

    • Reconhecimento do paciente com parada cardiorrespiratória;
    • Identificação das principais causas de parada cardiorrespiratória;
    • Condução do paciente em parada cardiorrespiratória por ritmo chocável;
    • Condução do paciente em parada cardiorrespiratória por ritmo não chocável.


    Unidade 4. Utilização da Ultrassonografia Point of Care na sala de Emergência

    • Identificação e caracterização das principais indicações de ultrassonografia na Emergência;
    • Avaliação do paciente hipotenso;
    • Avaliação da dor torácica;
    • Avaliação da responsividade à expansão volêmica.
    Período:

    16 de janeiro a 19 de fevereiro de 2024

    Curso 2:

    O curso proporciona informações atualizadas para a caracterização da síndrome e os tipos de choque, a análise da monitorização hemodinâmica e a avaliação volêmica na sala de emergência e a fundamentação do uso das principais drogas vasoativas. O conteúdo também trata da definição de sepse, diagnóstico, principais etiologias e manejo inicial, além do detalhamento de conceitos avançados em sepse.


    Unidade 1. Conceitos sobre Choque Circulatório

    • Definição;
    • Fisiopatologia;
    • Quadro clínico;
    • Tratamento e medidas de suporte.


    Unidade 2. Monitorização Hemodinâmica

    • Monitorização hemodinâmica básica;
    • Monitorização hemodinâmica minimamente invasiva;
    • Avaliação da volemia na sala de emergência;
    • Indicadores de perfusão tecidual.


    Unidade 3. Drogas Vasoativas

    • Drogas vasoativas no choque;
    • Uso seguro de drogas vasoativas.


    Unidade 4. Sepse e Choque Séptico

    • Definição, fisiopatologia e quadro clínico;
    • Protocolo te reconhecimento e tratamento da sepse/choque séptico.
    Período:

    12 de março a 15 de abril de 2024

    Curso 3:

    O curso proporciona conhecimentos para a definição e o diagnóstico clínico da insuficiência respiratória e o estabelecimento dos principais diagnósticos diferenciais para a síndrome de insuficiência respiratória. O conteúdo aborda ainda temas como a fundamentação do uso dos principais dispositivos de suporte de via aérea e suporte não invasivo e a discussão do uso do suporte ventilatório invasivo.


    Unidade 1. Conceitos de Anatomia e Fisiologia

    • Anatomia do Sist. Respiratório e estruturas que participam da respiração;
    • Mecanismos de compensação do sistema respiratório;
    • Membrana-alvéolo capilar - Estrutura e funcionamento.


    Unidade 2. Tipos de Insuficiência Respiratória

    • Hipoxêmica (Tipo 1);
    • Diferenciação fisiológica entre as causas de IRpA tipo 1;
    • Hipercápnica (Tipo 2);
    • Conceitos de gasometria.
    • Diferenciação entre os tipos.


    Unidade 3. Estratégias de Suporte a Insuficiência Respiratória parte 1 (Paciente Consciente)

    • Cateter nasal de oxigênio convencional;
    • Máscara de Venturi;
    • Máscara Facial com reservatório (Não-reinalante);
    • Cateter nasal de Alto Fluxo de oxigênio;
    • Ventilação Não-invasiva – interfaces e manejo passo-a-passo.


    Unidade 4. Estratégias de Suporte a Insuficiência Respiratória Parte 2 - Paciente Inconsciente

    • Potência da via aérea;
    • Bolsa-Valva-Máscara;
    • Via aérea avançada (dispositivos supra glóticos, cânula orotraqueal, vide laringoscópios);
    • Cricotireoidostomia.
    • Ventilação invasiva (conceitos básicos).

    Carga horária total: 90h
  • Médico
  • Médico

Confira também:

Trilha-de-Formacao-Profissional-em-Condutas-na-Sala-de-Emergencia

Trilha de Formação Profissional em Condutas na Sala de Emergência

R$ 2.250,00