Manole

Manole

Precisa de ajuda?
11 4196-6000

0

Carrinho

    Parcelamento em até 12x sem juros
    Primeira troca gratuita
    5% de desconto no boleto
    Cód:
    9786555761825
    Alimentação e nutrição para o cuidado multiprofissional - Impresso

    Por: R$ 168,00ou X de

    Comprar

    Especificações

    Descrição

    Currículo

    EditoresAna Maria Cervato-Mancuso; Samantha Caesar de Andrade; Viviane Laudelino Vieira

    Sinopse

    SinopseAlimentação e nutrição no contexto da atenção à saúde, que, nas políticas atuais, refere-se ao conjunto de ações e serviços ofertados ao indivíduo, família e comunidade e que considera a autonomia do ser humano, a singularidade e o contexto real em que vive. Para tanto, a formação dos profissionais de saúde, além da prevenção de doenças, deve incluir competências para o desenvolvimento de atividades de promoção e proteção à saúde e que possibilitem às pessoas viverem melhor ao longo da existência. Duas dessas competências são alimentação e nutrição.

    Sumário

    SumárioIntrodução XXXI

    Prefácio XLI

    Parte I – Aspectos essenciais da alimentação e nutrição nos ciclos da vida

    1 Nutrição e seus desafios conceituais . . . . . . . . . . . . . 3

    2 Aspectos biopsicossociais da alimentação . . . . . . . . . . . . . . . 12

    3 O ato de comer como prática social e política .. . . . . . . . . . . . 22

    4 Alimentação e prazer: escolhas, emoções e habilidades culinárias . . . . . . 31

    5 Fontes de informação em nutrição . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 41

    6 Educação alimentar e nutricional . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 51

    7 Guias alimentares . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 63

    8 Prevenção e controle da obesidade: fatores de risco e oportunidades de prevenção . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 70

    9 Alergias alimentares . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 84

    10 Práticas integrativas e complementares e a atenção à saúde . 94

    11 Práticas corporais como práticas de cuidado e alimentação. . . . 106

    12 Sustentabilidade . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .118

    Parte II – Manejo nutricional ampliado nos primeiros anos de vida
    13 A unicidade do organismo nos primeiros anos de vida . . . . . . 129

    14 Manejo ampliado da amamentação: das políticas públicas à prática profissional . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 139

    15 Deficiências nutricionais em lactentes . . . . . . . . . . . . . . . . . . 148

    16 Defesa e proteção do aleitamento materno . . . . . . . . . . 162

    17 Alimentação complementar: uma visão integral e sob novas perspectivas . . 173

    18 Avaliação do crescimento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 184

    19 Formação e atuação do profissional de saúde em aleitamento materno . . . . 195

    Parte III – Alimentação e nutrição: contexto para promoção da saúde das crianças

    20 O crescimento da criança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 205

    21 Alimentação na escola . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .218

    22 Vulnerabilidade na infância e alimentação . . .. . . . . . . . . . . . . 231

    23 A criança que não come . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .243

    24 Prevenção da obesidade infantil . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 254

    25 Jogos e brincadeiras . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 268

    26 Marketing e alimentação infantil . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .278

    Parte IV – Alimentação na adolescência: muito além do valor nutricional

    27 Comer e beber na adolescência . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .293

    28 Imagem corporal na adolescência . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . 312

    29 Ambiente alimentar . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 322

    30 Alimentação fora de casa . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .332

    31 Controle da obesidade na adolescência . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 341

    32 Mídias sociais e alimentação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .355

    33 Vegetarianismo: a adesão ao novo estilo de alimentação
    entre adolescentes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 362

    Parte V – Gestação e puerpério: desafios atuais do cuidado nutricional

    34 Mudanças corporais e ganho de peso durante a gestação . . . . . 375

    35 Gravidez na adolescência: abordagem sociológica e psicossocial . . . . . . . 385

    36 Uso de suplementos na gestação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .395

    37 Cirurgia bariátrica: implicações para a gestante, o feto e a nutriz . . . . . . . . 409

    38 Doenças comuns na gestação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 424

    39 Vegetarianismo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .435

    40 A mulher no puerpério . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .448

    Parte VI – Cuidado nutricional para adultos: ampliando o cenário da alimentação e nutrição

    41 Alimentação e vida urbana . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 459

    42 Doenças crônicas e alimentação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 471

    43 Nutrição e atividade física . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 481

    44 Alimentação do trabalhador . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . .492

    45 Autonomia no contexto das práticas alimentares . . . . . . . . . . . . 499

    46 Alimentação e cultura . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .510

    47 O aconselhamento nutricional como possibilidade para ampliar o cuidado nutricional . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 522

    Parte VII – Alimentação e nutrição no cuidado integral à pessoa idosa

    48 Qualidade de vida e idosos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .535

    49 Autocuidado, dependência e autonomia . . . . . . . . . . . . . . . . 545

    50 Integralidade do cuidado à pessoa idosa em Cuidados Paliativos – do cuidado alimentar à sociabilidade e sentido de vida . . . . . . . . . 554

    51 Nutrição e doenças mentais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .565

    52 Resgate da cultura alimentar . . . . . .. . . . . . . . . . . .576

    Índice remissivo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 587

    Especificações

    Tipo de produtoLivros
    ISBN9786555761825
    Peso0,860 kg
    Largura22,5 cm
    Altura15,7 cm
    Profundidade (lombada)3,2 cm
    Número de páginas640
    EncadernaçãoBrochura
    Ano de publicação2021
    Edição1

    Informações adicionais

    BISACBIO026000

    Sobre o autor

    CurrículoAna Maria Cervato-Mancuso
    Nutricionista formada pela Universidade de São Paulo – USP (1983). Mestrado (1995) e doutorado (1999) em Saúde Pública, ambos pela USP, realizando estágio do doutorado na Universidade de Barcelona (Espanha). Tem experiência como nutricionista em Saúde Coletiva e como professora universitária. Tem como interesse os seguintes temas: educação em Alimentação e Nutrição, formação profissional, segurança alimentar e nutricional e ensino superior. Participa de eventos nacionais e internacionais sobre esses temas. Busca compartilhar conhecimentos por meio de artigos e livros. Atualmente é professora-associada
    do Departamento de Nutrição da USP, realizando atividades de pesquisa, ensino e extensão nos temas de interesse. Ministra disciplina na graduação sobre Educação Alimentar e Nutricional e na pós-graduação sobre Metodologias
    de ensino. É orientadora do Programa de Mestrado Profissional de Formação Interdisciplinar em Saúde da USP. Integrante do Grupo de Pesquisa Promoção da Saúde e Segurança Alimentar e Nutricional.

    Samantha Caesar de Andrade
    Nutricionista graduada pelo Centro Universitário São Camilo (2000). Especialista em Adolescentes e Equipe Multidisciplinar pela Universidade Federal de São Paulo – Unifesp (2001). Mestre em Saúde Pública (2007) e Doutora em Nutrição e Saúde Pública (2013), ambos pela Universidade de São Paulo – USP. Desde 2008 é nutricionista do Centro de Referência em Alimentação e Nutrição – CRNutri da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo – FSP/USP. Atualmente ocupa o cargo de coordenadora do CRNutri. Realiza atividades de pesquisa na área de análise nutricional de populações e consumo alimentar, epidemiologia nutricional, educação alimentar e nutricional e atenção básica em saúde. Integrante do Grupo de Pesquisa de Avaliação de Consumo Alimentar e colaboradora do Nutritionist Health Study (NutriHS) e do NACE Sustentarea – Núcleo de Extensão da USP sobre Alimentação Saudável, compartilhando conhecimentos por meio de congressos e publicações em artigos científicos e livros. Grande defensora do SUS, casada e mãe de dois meninos. Após o nascimento de seus filhos Caliel (2012) e Noah (2015), engajou-se na luta pelos direitos na Saúde da Mulher e da Criança, dedicando-se a atividades educativas voltadas ao pré-natal, parto, puerpério, amamentação e alimentação complementar. Pratica a Saúde Integrativa, aprimorando seus conhecimentos nas Práticas Integrativas e Complementares, principalmente a fitoterapia, auriculoterapia e meditação.

    Viviane Laudelino Vieira
    Nutricionista graduada pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo – FSP/USP (2004). Mestre em Saúde Pública (2007) e Doutora em Ciências pela FSP/USP (2011), com estágio do doutorado na Universidade do Porto. Atua no Centro de Referência em Alimentação e Nutrição (CRNutri) do Centro de Saúde Escola Geraldo de Paula Souza (FSP/USP), onde se dedica às intervenções nutricionais educativas em grupo. Integrante do Grupo de Pesquisa Promoção da Saúde e Segurança Alimentar e Nutricional e colaboradora do Nutritionist Health Study (NutriHS). Também produz investigações no campo da formação profissional. Depois de se tornar mãe da Manuela, vem trabalhando com a defesa da amamentação e a promoção da alimentação infantil, especialmente baby-led weaning. Na universidade, envolve-se com atividades de ensino, pesquisa e de extensão voltadas aos temas de interesse. Atualmente, é proprietária da página “Maternidade Sem Neura”, desenvolvendo conteúdos, cursos e atenção nutricional com foco no público materno-infantil. Também compartilha conhecimentos por meio da participação em eventos nacionais e internacionais, publicação de artigos e livros.
    Abordagem da alimentação e da nutrição como competências da atenção à saúde.
    Metodologia transdisciplinar, com a colaboração de autores das mais diversas áreas.
    Visão mais global do ser humano no âmbito da alimentação e nutrição, não restrita as aspectos considerados técnicos da área.

    TemplateEvento